A Conscienciologia e o autodidatismo

Na definição do Dicionário Houaiss de Língua Portuguesa, autodidatismo é o ato de estudar e adquirir instrução por si mesmo, dispensando a orientação de professores. Em outras palavras, é a qualidade de quem investe no conhecimento e se educa pelo esforço próprio. A Conscienciologia é uma ciência ou método de aplicação de auto-organização, disciplina e técnicas no sentido de aperfeiçoar desempenhos e performances pessoais, visando a evolução da consciência ou o princípio inteligente do indivíduo.

A relação entre esses dois conceitos é intrínseca tendo em vista que a evolução pessoal depende de iniciativas particulares e passa, necessariamente, pela busca do conhecimento. O autodidatismo é uma qualidade imprescindível ao interessado na evolução pessoal. É um traço que, seguramente, pode ser encontrado na personalidade da maioria, senão de todas as consciências que deixaram importantes legados para a humanidade.

Uma análise da história humana na terra mostra que ela não favoreceu a evolução pessoal. Quem se destacou, foi por empenho individual. Em outros tempos o autodidatismo demandou esforços extremos na busca do conhecimento, dificuldade que a era da internet deixa pra traz. Porém, se por um lado facilitam o acesso à informação, os meios virtuais também favorecem a dispersão para coisas insignificantes, para a intelectualidade vazia e para a busca incessante, sem objetivo concreto.

O nível de autodidatismo ainda é esboçante na maioria das sociedades, bastando para isso considerar o ensino escolarizado. A educação formal habitua a ter alguém para mediar o conhecimento e cobrar resultados, alimentando comodismo e sujeição, o que até certo ponto a coloca como antonímia do autodidatismo. Como o bom nível de conhecimento não se limita aos bancos escolares, o autodidatismo é o pilar das pessoas que se destacam no âmbito profissional ou intelectual.

A qualidade de ser autodidata é ainda mais imprescindível ao interessado em investir na evolução pessoal. Já podemos contar com estímulos para o desenvolvimento técnico do indivíduo a partir de atitudes autodidatas, sendo que o mercado de trabalho seleciona quem desprende maior esforço pessoal. Mas não há na mesma proporção estímulo da sociedade para que o indivíduo aprimore suas qualidades pessoais e dedique esforço para substituir traços falhos por traços que lhe garantam equilíbrio íntimo. Até porque, para a maioria o bem-estar ainda está muito mais calcado nas conquistas materiais do que no desenvolvimento pessoal.

Na direção oposta, a Conscienciologia valoriza o autodidatismo como ferramenta para agregar traços que se tornam força para o indivíduo. Como autodidata, a consciência investe em cultura e intelectualidade e expande sua lucidez, ou a clareza de percepção e de razão. Porque quem tem mais conhecimento, é mais racional e tem mais autonomia na hora de tomar decisões.

Um dos pilares do modelo de estudo proposto pela Conscienciologia é a autopesquisa ou a investigação de si mesmo em prol da superação dos gargalos evolutivos. A autopesquisa pressupõe o autodidatismo, pois só a própria consciência poderá descobrir qual o melhor método para trabalhar seus pontos fracos e fortes, buscando agregar mais conteúdo ao seu histórico pessoal.

A partir do entendimento que a evolução pessoal é resultado direto da aplicação da vontade, a Conscienciologia estimula o desenvolvimento do autodidatismo na descoberta e emprego de métodos pessoais eficazes de estudo. Para ampliar o conhecimento, valem todas as formas de cultivo permanente da polimatia, a cultura pessoal variada ou erudição. Entre elas, desde o poliglotismo, pelo qual aprendemos não só a língua, mas a cultura de outros povos, até ferramentas específicas como o cosmograma, uma técnica de arquivo e catalogação de recortes de jornais e revistas, vídeos e outros artefatos que favorece o cruzamento de ideias. O autodidatismo é qualidade que merece investimento contínuo e traz resultados múltiplos na evolução pessoal.

*Rosane Amadori é jornalista, voluntária e professora do Instituto Internacional de Projeciologia e
Conscienciologia (IIPC), instituição de educação e pesquisa científica, laica, sem fins lucrativos.