Você já teve a sensação de estar fora do corpo?

A projeção consciente ou experiência fora do corpo é uma vivência natural do ser humano
estudada sem dogmatismos ou religiosidade pelas ciências Conscienciologia e Projeciologia. Já
apresentada como viagem astral, desdobramento ou out-of-the-body experience (OBE), a projeção é
uma capacidade que quando desenvolvida e aprimorada torna-se importante ferramenta de
autoconhecimento.

Quando o indivíduo se projeta, normalmente durante o sono, o seu princípio inteligente ou a
consciência – também já denominada alma ou espírito – deixa o corpo físico e passa a interagir em
outras dimensões. Percepções como entorpecimento físico, sentir o corpo inflar ao modo de um
balão, sensação de queda ou voo livre, perceber o descolamento do corpo ou visualizá-lo de algum
ponto externo e sentir vibração uniforme involuntária são alguns dos indícios de que a pessoa pode
ter tido uma projeção, mesmo que seja inconsciente ou não identificada.

E comum que as projeções sejam confundidas com sonho, uma vez que a maioria das
pessoas não tem informações para diferenciá-las. O sonho é uma produção do cérebro, uma espécie
de filme no qual somos passivos e não reagimos, aceitando cenas absurdas com naturalidade. A
projeção consciente é uma ação decorrente da saída do corpo físico, portanto não há interferência
cerebral. Nela atuamos com o arbítrio, a vontade pessoal, usando o juízo crítico quando algo nos
parece desconexo, conduzindo as ações tal como o fazemos quando estamos no corpo físico.

Outro critério que pode ajudar a diferenciar uma projeção de um sonho é a preservação das
lembranças do cotidiano, quando fazemos comparações lógicas entre informações da nossa rotina
com a realidade que vivemos durante a experiência. Quando a projeção se torna consciente, ou seja,
conduzida pela vontade do indivíduo, este pode executar uma ação previamente planejada,
determinando objetivos e até mesmo o tempo de duração do experimento.

A importância da experiência pessoal da projeção consciente para a Conscienciologia e
Projeciologia está contida no princípio da experimentação que norteia o trabalho dessas duas
ciências, o qual pondera que o conhecimento real advém das vivências pessoais, que deve substituir
todo e qualquer tipo de crença. O benefício maior trazido pela projeção consciente está no fato de
mostrar quem a pessoa realmente é, uma vez que a atuação sem o corpo físico e em outras
dimensões não permite as camuflagens e autenganos comuns na atuação do ser humano na
dimensão física.

São vários os benefícios trazidos pela experiência, basta citar que ela comprova a
imortalidade da consciência, o que por si só já provoca muitas mudanças. Entre as decorrências
positivas da projeção consciente também podemos citar a eliminação de medos – em especial o
medo da morte – e condicionamentos, o domínio das emoções, a recuperação de informações já
obtidas em vidas passadas, bem como reflexos na lucidez, na organização pessoal e nos
relacionamentos do indivíduo.

A vivência também proporciona recursos terapêuticos que ocorrem principalmente através
da compreensão prática de como funcionam as bioenergias. Por meio deste entendimento, é
possível ao indivíduo fazer uma análise de sua saúde consciencial não só a partir do corpo físico,
mas do corpo energético, do emocional e, também, da interferência de sua atuação mental. Apenas
uma experiência lúcida fora do corpo é suficiente para o entendimento do indivíduo em relação à
realidade que vai além da materialidade. Ao modo de uma reeducação pessoal, a projeção
consciente descortina a trajetória da consciência pelas múltiplas vidas e múltiplas dimensões,
trazendo maior equilíbrio e discernimento ao indivíduo.

 

Rosane Amadori é jornalista e professora do Instituto Internacional de Projeciologia e
Conscienciologia (IIPC), instituição de educação e pesquisa científica, laica, sem fins lucrativos.