Humor sadio como ferramenta evolutiva

O homem é o único animal que ri voluntariamente. Apesar de variar entre os indivíduos, osenso de humor pode ser um elemento de compreensão de culturas e costumes das sociedades. A manifestação mais reconhecida de quem tem senso de humor é o riso, embora um não seja necessariamente sinônimo do outro. O riso do deboche não tem relação com o bom humor, principalmente se consideradas as trocas energéticas naturais entre os indivíduos. Leia mais

Convivência Sadia

Nascemos fusionados a outro indivíduo. Nosso maior desafio: separar-nos para desenvolver autoconsciencialidade. É no encontro da convivência com as outras pessoas que aprendemos a refinar nossas manifestações, a crescer por dentro e por fora. Vivemos na verdade um paradoxo: nossa evolução é conjunta, mas precisamos nos individualizar para evoluir. Encontros são choques evolutivos necessários ao crescimento pessoal. Pelo Paradigma Consciencial, a consciência cresce na vivência dos climas interconscienciais que estabelece nas diversas situações do cotidiano. Num jantar de negócios, num primeiro encontro afetivo, numa festa e também na convivência com a família, com os colegas de trabalho, vizinhos e amigos de todos os dias. Em situações espontâneas ou combinadas, encontros podem ser positivos ou negativos, ociosos ou evolutivos e de uma forma ou de outra, sempre trarão ensinamentos às consciências envolvidas. Leia mais

Aplicações cotidianas do parapsiquismo

Parapsiquismo é a percepção que vai além dos cinco sentidos físicos, permitindo a observação do intercâmbio do indivíduo com as múltiplas dimensões. É a faculdade de captar, sentir e interagir com as bioenergias, com consciências que estão momentaneamente sem o corpo físico (também denominadas almas ou espíritos)  e com diferentes dimensões. Também podemos definir parapsiquismo como a tendência evolutiva da consciência extrapolar as limitações físicas para alcançar maior entendimento perante a realidade multidimensional através do uso consciente das potencialidades de todas as suas manifestações. Leia mais

Bioenergias e qualidade de vida

As Bioenergias estão presentes em todas as formas de vida, desde as animadas, ou os seres vivos, até as inanimadas, a exemplo do sol, terra, água. Qualidade de vida é o conceito usado para definir as condições de vida do ser humano. Envolve o bem-estar físico, mental e emocional.

Segundo as ciências a Projeciologia e Conscienciologia, há duas realidades no universo: a consciência e a energia. A consciência é cada um de nós, a individualidade que não pode ser medida, mas estudada através de suas manifestações. Tudo que não é consciência é energia. A consciência utiliza a energia para se manifestar independente do tempo ou do espaço. Para a energia não existe distância. Leia mais

Você já teve a sensação de estar fora do corpo?

A projeção consciente ou experiência fora do corpo é uma vivência natural do ser humano
estudada sem dogmatismos ou religiosidade pelas ciências Conscienciologia e Projeciologia. Já
apresentada como viagem astral, desdobramento ou out-of-the-body experience (OBE), a projeção é
uma capacidade que quando desenvolvida e aprimorada torna-se importante ferramenta de
autoconhecimento. Leia mais

Imprensa repercute os 30 anos do IIPC

Alguns links com publicações em diversos veículos sobre os 30 anos do IIPC:

Matéria publicada no jornal Gazeta Diário de Foz do Iguaçu em 18 de janeiro de 2018:

IIPC comemora 30 anos!

A primeira instituição conscienciocêntrica (IC) fundada para divulgar a Conscienciologia e a Projeciologia completou três décadas no início de 2018. Desde a fundação, em janeiro de 1988, o Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciolgia (IIPC) atendeu 238,1 mil pessoas até final de 2017 e se mantém como a principal porta de acesso aos interessados nos conhecimentos das duas ciências.

Com 820 voluntários, sendo que desses mais de 520 são professores, o instituto mantém 20 centros educacionais estruturados com base física e espalhados pelo País, além de núcleos de atendimento em outros 50 municípios. O IIPC mantém ainda um campus em ambiente de exuberante beleza e energia imanente, em Saquarema, no Rio de Janeiro. Lá estão instalados 6 laboratórios individuais e o Pacificarium, o laboratório grupal da paz, inaugurado em outubro passado. Possui ainda o Gesconarium, ambiente projetado para otimizar a escrita, ou a gestação consciencial. ( “Data Base Janeiro/2018”)

A programação comemorativa do trintênio teve apresentação de cinco verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia relacionados ao tema Projeciologia. Entre eles, o verbete ‘IIPC’ trazendo o histórico da instituição, apresentado pelo coordenador Felix Wong na data do aniversário, 16 de janeiro.

No verbete ficou registrando o histórico da instituição na Enciclopédia da Conscienciologia, obra que se aproxima dos 4,5 mil verbetes e tem centenas de verbetógrafos colaboradores espalhados pelo mundo. Depois da apresentação, os presentes puderam confraternizar no Tertuliarium e deixaram seus registros digitais como assinatura, num mural em forma de árvore que foi transformado em quadro.

Na programação de aniversário também constou dinâmica parapsíquica, palestra gratuita, conferência online, círculo mentalsomático e tertúlia matinal, todos alusivos ao tema projeção. A palestra gratuita sobre o tema ‘Experiência Fora do Corpo e Pacificação Íntima’ também foi realizada pelo coordenador Felix Wong, no auditório da Faculdade Uniamérica.

Veja agora registros dos principais momentos dessa comemoração que envolve milhares de concins e muitas mais consciexes na energia do trabalho dessa embaixada multidimensional.

Se você chegou até esta página, você também faz parte dessa história!!

31 de janeiro – Dia Internacional da Projeção Consciente

Desafio Completismo Projetivo Interassistencial.

“Sair do corpo humano, com lucidez, é a mais preciosa e prática fonte de esclarecimentos e informações prioritárias acerca dos mais importantes problemas da vida, elucidando-nos sobre quem somos, de onde viemos e para onde vamos.” (Waldo Vieira, Nossa Evolução, 1997).

Desafio. Participe do desafio grupal acessando os alvos projetivos e participando da reunião extrafísica. Em breve as experiências poderão ser compartilhadas via pesquisa disponível no Site do IIPC e na próxima  Web Conference: Projeciologia e Reurbex.

 

 

 

O Meu Paraná te leva para um passeio pelo conhecimento – parte 1

Clique no link abaixo para assistir a primeira parte da matéria feita pelo programa Meu Paraná, da RPCTV, sobre a Conscienciologia:

 

meuparana

 

http://redeglobo.globo.com/pr/rpctv/meuparana/videos/t/edicoes/v/o-meu-parana-te-leva-para-um-passeio-pelo-conhecimento-parte-1/5181740/

 

Ciência é incapaz de explicar a experiência de quase morte, diz neurocirurgião

Neurocirurgião e membro de carteirinha do clube da “ciência dogmática”, como ele se refere ao grupo de cientistas tradicionais, Eben Alexander teve uma experiência de quase morte em 2008, aos 54 anos. “Depois que eu voltei, descobri que versões dela acontecem o tempo todo com outras pessoas”, escreve no livro “Mapa do Céu”.

Em “Mapa do Céu”, o autor investiga a questão da imortalidade da alma por meio da ciência, da religião e da filosofia. O livro reproduz depoimentos de pessoas que testemunharam fenômenos que são, até agora, inexplicáveis.”A partir daí, mudei de lado –não para o lado da ‘religião dogmática’, mas para um terceiro lado: acredito que tanto a ciência quanto a religião têm coisas a nos ensinar, mas que nenhuma das duas jamais terá todas as respostas”.

“As pessoas vivenciam esse tipo de experiência com frequência, mas a ciência e a religião não lhes permitem falar a respeito”, conta. “Então, elas vêm falar comigo”.

Graduado em química pela Universidade da Carolina do Norte, em 1976, e em medicina pela Universidade Duke, no ano de 1980, Eben Alexander fez residência médica no Hospital Geral de Massachusetts e em Harvard, quando se especializou em neuroendocrinologia.

Por 11 anos, pesquisou vasos sanguíneos e hemorragia decorrente de um aneurisma. Estudou neurocirurgia em Newcastle-Upon-Tyne, no Reino Unido. Alexander foi professor adjunto de cirurgia durante 15 anos na faculdade de medicina de Harvard.

Neurocirurgião há 25 anos, ele também é autor de “Uma Prova do Céu”, livro no qual narra sua experiência de quase morte (EQM). O autor, que era cético e defensor da lógica das ciências, afirma ter presenciado manifestações de vida em outra dimensão.

Leia relatos de experiências de quase morte de ‘Mapa do Céu’.

Artigo publicado no site da Folha de São Paulo