Bioenergias e Pacificação Pessoal


“Céu ou inferno, ambos estão dentro de você!”(Osho)

A Conscienciologia é a ciência que pesquisa a consciência de modo abrangente, integral, incluindo as peculiaridades de cada ser: atos, comportamentos, temperamentos, atributos. O objetivo é compreender a realidade de cada consciência de forma ampliada, sem retringí-la a matéria. Segundo essa neociência, consciência e bioenergias são elementos básicos no Universo.

A consciência sou eu, você, cada um de nós; é a nossa essência, o ego, o self, a alma, enfim o que somos. As bioenergias são as energias primordiais de tudo que existe. Para a Conscienciologia, a energia pode ser dividida em imanente e consciencial . A imanente é energia primária, impessoal, difusa em todas as realidades do Cosmos. A energia consciencial é aquela que absorvemos das fontes da energia imanente e empregamos em nossas manifestções em geral, agregando informação. Portanto é uma energia qualificada pelos nossos pensamentos e sentimentos.

Consciência não é energia, e vice-versa, mas a utiliza para se manifestar e evoluir. Partindo desse princípio o domínio das energias é prioridade para quem deseja maior lucidez, tranquilidade nas vivências cotidianas e interpessoais, começando pela paz íntima. A pacificação pessoal requer prioritariamente atuação dos nossos próprios esforços: vontade, intenção, determinação, organização. E também a maneira como fazemos uso das nossas qualidades ou imaturidades no convívio com outras consciências. O mais inteligente é desenvolvermos o estudo de nós mesmos, através da autopesquisa. Em suma, a pacificação pessoal pode ser trabalhada com os nossos esforços através da autopesquisa.

Indissociadamente, somos o que pensamos, sentimos, e emanamos em energia.  Os três elementos (pensamento, sentimento e energia) são inseparáveis, funcionando integrados na personalidade e, na Conscienciologia, são denominamos pensene. Uma das possibilidades para quem almeja o sentimento da pacificação pessoal é qualificar os pensamentos através da reflexão, do  discernimento e intensificar o domínio energético.

O domínio energético pode ser obtido através de técnicas, uma delas é a mobilização básica de energias, que associa três exercícios:

  • Circulação fechada de energias: que é a movimentação da energia da cabeça aos pés e dos pés à cabeça, repetindo umas 20 vezes, a princípio lentamente, com aumento progressivo, até instalar, pela vontade, o estado vibracional, que é dinamização máxima das energias;
  • Exteriorização de energias: é a doação das nossas melhores energias, com intenção assistencial;
  • Absorção de energias: é a recepção de energias para recomposição energética.

São exemplos de desenvolvimento da pacificação pessoal, utilizando o desenvolvimento do domínio energéticos:

  • no ambiente de trabalho ou reunião familar, diante de tensão ou assunto polêmico: exteriorizar energias, desejando que aconteça o melhor para todos;
  • assitindo televisão ou em debates nas redes sociais, diante de notícia de corrupção política, desastre ambiental ou violência: manter os pensamentos hígidos, para evitar assimilar-se ao conjunto de pensamentos negativos que pairam na sociedade;
  • diante do diagóstico de doença de parente ou amigo: exteriorizar energias, desejando que aconteça o melhor para a evolução da consciência enferma;
  • após desavença ou intriga com amigo ou companheiro: afastar-se para um local mais tranquilo e absorver energias imanentes, almejando ampliar discernimento e visão de conjunto sobre a situação;
  • reconcliando com desafeto: exteriorizar boas energias, com a intenção de reconhecer qualidades ao compassageiro evolutivo;
  • fortalecendo-se para o dia: por exemplo, ao acordar pensar, por 5 à 20 minutos, no Cosmos, na energia solar, nas Cataratas do Iguaçu, ou em outras fontes homeostáticas de sua preferência, absorvendo energia imanente, e refletindo sobre a sua condição pessoal.

O que apresentamos aqui é possível de acesso a qualquer pessoa. Experimente, questione, refute, exerça a sua liberdade de escolha e conclusões pessoais.

Cabe acrescentar que o paradigma consciencial, teoria-líder da Conscienciologia, considera dentre as suas premissas as múltiplas vidas, ou seja, essa não é a nossa primeira vida, já vivemos existências anteriores e teremos existências futuras. Estuda a multidimensionalidade, há essa dimensão física, e outras mais sutis. Incentiva a projeção consciente, pela qual comprovamos por nós mesmo todas essas ideias.

Também compõe esse sistema de referência o Universalismo, que é o conjunto de ideias derivadas das leis básicas da Natureza e do Universo, e a Cosmoética, ou moral cósmica, que leva em consideração a qualidade dos nossos pensenes, da nossa intenção e a harmonia universalista: “Que aconteça o melhor para todos”.

Referência bibliográfica:

NONATO, Alexandre e outros. ACOPLAMENTO ENERGÉTICO: qualificando as interações energéticas com pessoas e ambientes no dia a dia (Estudo a partir do laboratório Acoplamentarium). Foz do Iguaçu: Editares, 2015, pg 29-37

VIERA, Waldo. Projeciologia. 10a. Ed. Foz do Iguaçu: Editares, 2009, pg. 584-594

Infografia:

WONG, Félix. Qualificando Energia. https://www.youtube.com/watch?v=p2K-qhYU33Y&list=PLd7Y8eU8_vzTWlhIp7Y3s02eJYIhqAyXs&index=2, acesso em 04.06.2016

 


0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *