Palestra Gratuita: Convivência sadia (CANCELADA)

Período: 13/02/2019

Horário: 14:30 às 16:30

Localização: CEA - RIO - Copacabana


QUARTA-FEIRA

Palestra gratuita com práticas bioenergéticas.

A convivência sadia sempre é aquela que nos dá prazer?

A convivência sadia, harmoniosa é aquela que permite que ambas as partes se sintam bem e tenham prazer na relação. Entretanto, somente a busca pelo prazer em uma relação pode significar a busca por uma ilusão passageira. E geralmente, depois de uma ilusão quase sempre vem uma desilusão.

A afetividade é a característica de algo ou alguém nos afetar, mexer conosco, com as nossas emoções e sentimentos. Sempre que nos relacionamos com alguém, vivenciamos diversas emoções, positivas e negativas, mais agradáveis ou mais desagradáveis. Essas emoções são percebidas através das energias, mesmo sem pronunciarmos nenhuma palavra. Na maioria das vezes fazemos isso inconscientemente.

O que falta muitas vezes é autoestima para que possamos conviver de modo mais coerente e franco com as pessoas. A autoestima ajuda na compreensão das qualidades e defeitos próprios, a gostar de nós mesmos, do jeito que somos. Assim não criaremos expectativas distorcidas em relação à nós mesmos e em relação aos outros. O autoconhecimento evita colocamos nossa felicidade e necessidades (afetivas, sexuais, financeiras, profissionais, entre outras), na dependência dos outros.

Outro ponto importante na convivência sadia é que a diversidade de comportamentos não nos incomodará tanto, pois estaremos mais preparados para fazer as escolhas prioritárias, evitando situações patológicas tais como: ficar anos em emprego que deteste ou não se fixar em nenhum emprego; casal que vive de aparências, sem intimidade ou que vive relacionamento degradante, sujeito a ciúme, violência ou traições; ausência de diálogo entre pais e filhos, entre outras.

A Conscienciologia estuda a consciência, eu, você, de maneira integral, permitindo um autoconhecimento mais profundo. Parte do princípio de que não somos apenas este corpo físico e que esta não é nossa primeira vida. Também não é a primeira vez que convivemos com essas pessoas que estão ao nosso lado hoje e vamos viver tantas vidas quanto forem necessárias para nos acertarmos. Nos relacionamos com consciências que se manifestam em outras dimensões ocorre a mesma interação mesmo que não as vejamos.

Assim, é inteligente buscarmos uma melhoria individual, aumentarmos nossas percepções e resolvermos nossas desavenças com as pessoas que nos rodeiam o quanto antes. A isso chamamos de inteligência evolutiva e ela é prioritária para obtermos uma convivência sadia.

Tópicos:

  • Qual o propósito da convivialidade?
  • A convivência sadia começa consigo mesmo.
  • Bases do convívio maduro: relações cármicas e interdependência.
  • Convivência entre consciências intrafísicas e extrafísicas.