Seminário De Pesquisa Conscienciológica

Período: 23/11/19

Horário: 16:00 às 18:00

Localização: Salvador - IIPC Salvador


O IIPC – Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia, convida os interessados na pesquisa da consciência, a participar do Seminário de Pesquisas Conscienciológicas, atividade gratuita e aberta ao debate público, na qual são apresentados os resultados das mais recentes pesquisas de professores e voluntários da Conscienciologia num ambiente para motivação, desenvolvimento, criação, aprimoramento e divulgação das pesquisas conscienciológicas.

OBJETIVOS:
1. Propiciar o desenvolvimento das pesquisas conscienciológicas.
2. Servir de espaço ao debate livre em Conscienciologia.
3. Funcionar como incubador de projetos de pesquisas institucionais e livres.
4. Divulgar a Conscienciologia e o próprio IIPC.

Artigos que serão apresentados

  • Liderança evolutiva – Itinerância internacional
    Pesquisador: Anibal Bentes
    Relato de participação em congresso internacional e reflexões sobre possíveis contribuições da Paradireitologia à colonização do planeta Marte.

 

  • Ganho secundário: o inimigo anônimo
    Pesquisador: Claudio Fernandes Adan
    A casuística do autor que diante de uma crise existencial profunda, sob o efeito de grande sofrimento e saturado de determinados padrões de comportamentos, começou a promover as reciclagens conscienciais. Com o intuito de relatar para os leitores o contexto e o desenrolar dessa experiência, vamos demonstrar que através da autopesquisa e do autoenfrentamento foram identificados, assumidos e confrontados alguns ganhos secundários que se manifestavam de maneira sutil e que o mantinham numa estagnação consciencial. Vamos tratar ainda da metodologia adotada na superação desses traços e de como as perdas foram transformadas em ganhos evolutivos permitindo a retomada da sua programação existencial.

 

  • Escapismo – Fuga das responsabilidades intermissivas
    Pesquisadora: Giselly de Souza
    O escapismo é a tendência de fugir da realidade ou da rotina, notadamente das coisas vivenciadas como desagradáveis, desviando a mente para outras ocupações ou entretenimentos. Baseado na premissa que planejamos nossa vida atual e programamos as responsabilidades que devemos assumir em nosso processo evolutivo, abrimos campo para a pergunta: “Estamos desempenhando a tarefa que nos propusemos antes de nascer ou escapando dela?”. Será explorada a fuga pelo viés das responsabilidades que assumimos do curso intermissivo, período entre uma vida e outra, e serão abordadas hipóteses para o surgimento desse traço na atual vida.